Mercado Medieval de Marialva decorre este fim de semana

De 20 a 22 de maio, a Aldeia Histórica de Marialva será palco do Mercado Medieval.

O Mercado Medieval de Marialva é um evento promovido pelo Município de Mêda, em colaboração com diversas instituições concelhias, com o qual pretende relembrar as vivências, usos e costumes medievais e, simultaneamente, reconstituir o ambiente socioeconómico e de animação  que  se  vivia à  época  do  Reinado  de  D. Dinis  na  importante  vila  de  Marialva.

Segundo a autarquia, “recriar  uma  época  histórica,  importante  e  representativa  para  a  vila  de  Marialva  e  para  a História de Portugal, recriando a atribuição da Carta de Feira a Marialva pelo Rei D. Dinis, bem como, retratar os viveres das populações durante os Mercados Medievais, típicos pontos  de  encontro  de  culturas,  negócios,  mas  também  de  gentes  das  mais  diversas  origens são os principais objetivos da iniciativa”.

Pode consultar toda a informação sobre o evento aqui.

Fonte: beira.pt

“TROVAS & CANÇÕES” NO SABUGAL

Na sequência da programação do Auditório Municipal e tendo por base a diversificação da oferta de espetáculos neste espaço cultural, irá realizar-se no dia 21 de maio, sábado, pelas 21h30, o espetáculo “Trovas & Canções – Atores, Poetas e Cantores”.

Este é um espetáculo inédito, da autoria de Paula de Carvalho e Paulo Mira Coelho, pela forma como reúne três gerações de atores, e outros grandes profissionais, ao redor da figura de Ruy de Carvalho.

Não é o teatro apenas a estar presente, através dos desempenhos de João de Carvalho e Henrique de Carvalho, respetivamente filho e neto do ator, mas também a linda voz da fadista e atriz Ana Marta, Prémio Amália Revelação 2011, ao som da guitarra portuguesa do professor Ricardo Gama e da guitarra clássica de João Correia.

Fonte: http://www.cm-sabugal.pt/trovas-cancoes-no-sabugal

 

Circuito de Pinhel – Open Regional de Estrada da Associação Regional

No próximo dia 22 de maio, a Cidade Falcão recebe uma prova de ciclismo, inserida no Open Regional de Estrada da Associação Regional de Ciclismo e Cicloturismo de Bragança, prova esta organizada pelo F.C.Pala – Secção de Ciclismo em parceria com o Município de Pinhel.

Para info/inscrições consulte aqui: http://chrono.pt/event/circuito-de-pinhel-ciclismo/#tab-1-0-info

Fonte: Município de Pinhel

Foz Côa acolhe Festival de Vinho do Douro Superior

O certame é de entrada livre e onde marcam presença mais de 70 produtores de vinho que vão dar a provar uma variada gama dos seus vinhos aos visitantes.

Vila Nova de Foz Côa, no distrito da Guarda, acolhe de 20 a 22 de maio o Festival do Vinho do Douro Superior, uma iniciativa que pretende dar a conhecer os melhores néctares produzidos nesta sub-região vitivinícola.

“Trata-se de um festival de referência no mundo dos vinhos. É mesmo uma iniciativa que já criou raízes no território do Douro Superior. O concelho de Foz Côa tem nos limites unidades que estão neste momento a produzir alguns dos melhores vinhos do mundo”, disse hoje à Lusa o presidente da câmara de Foz Côa, Gustavo Duarte.

O certame é de entrada livre e onde marcam presença mais de 70 produtores de vinho que vão dar a provar uma variada gama dos seus vinhos aos visitantes, “com mais de 220 referências e de 3.000 garrafas de vinhos”, que estarão estar em prova ao longo das dezoito horas da Feira de Vinhos e Sabores.

Os espaços destinados aos sabores da gastronomia duriense e as “tasquinhas” serão também cartão-de-visita do festival.

“Serão centenas as iguarias a representar não só de Vila Nova de Foz Côa, mas também dos concelhos circundantes de Carrazeda de Ansiães, Figueira de Castelo Rodrigo, Freixo de Espada à Cinta, Mêda, São João da Pesqueira, Torre de Moncorvo e Vila Flor”, avançou fonte ligada à organização do certame.

Fonte: beira.pt

ASSINATURA DE PROTOCOLO – IMPLEMENTAÇÃO DA CETS

Ontem, dia 12 de maio, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, foi dado mais um importante passo rumo ao desenvolvimento turístico sustentável do território Gata-Malcata/ Terras do Lince, com a assinatura de um protocolo entre as Câmaras Municipais do Sabugal, Penamacor e Almeida, Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas e Territórios do Côa – Associação de Desenvolvimento Regional.

A assinatura do supracitado acordo reconhece à Territórios do Côa capacidade técnica para a implementação, coordenação e monitorização da Carta Europeia de Turismo Sustentável (CETS) da Gata-Malcata/ Terras do Lince, através da execução do conjunto de ações obrigatórias constantes no plano de ação 2016-2020.

Durante a cerimónia, os autarcas fizeram ainda questão de mostrar o seu empenho na divulgação do mel como produto de excelência do território em causa.

De recordar que, no passado dia 31 de janeiro, foi enviada à Federação EUROPARC a respetiva candidatura à CETS, prevendo-se uma decisão até ao final do ano.

Fonte: http://www.cm-sabugal.pt/assinatura-protocolo-implementacao-da-cets

O Grupo Lobo convida-o(a) a aventurar-se numa experiência fantástica por terras de lobo | Sabugal

O Grupo Lobo convida-o(a) a aventurar-se numa experiência fantástica por terras de lobo…

Esta actividade tem o custo de 35€/pessoa (50% de desconto para crianças até 12 anos) e inclui a participação em todas as actividades mencionadas no programa,

almoço e jantar de Sábado, bem como seguro. Não inclui alojamento. Se optar por uma das sugestões apresentadas no cartaz em anexo, podemos ajudar a efectuar

a reserva. Os primeiros 8 inscritos terão transporte gratuito, do Sabugal para os diferentes locais onde se vão realizar as actividades.

Programa de Ecoturismo realizado e co-financiado no âmbito do projecto LIFE MedWolf – Boas Práticas para a Conservação do Lobo em Regiões Mediterrânicas.

Mais informações em:

http://lobo.fc.ul.pt/?page=conteudos/ecoturismo

www.montes-de-encanto.pt

Beira Interior Vinhos e Sabores – 14 e 15 Novembro

O esplendor da influência da montanha e da altitude nos saberes e sabores beirões, resultante da influência das serras da Estrela, Marofa, Gardunha e Malcata, com vinhas plantadas entre os 300 e 700 metros, aliadas a solos de origem granítica, e xistosa, com afloramentos de quartzo, a que se junta um clima único de verões quentes e secos e invernos muito frios e rigorosos, onde nascem vinhos a partir de castas autóctones que originam um terroir único do qual resultam tesouros singulares…

A descoberta constante de novos aromas e sabores, nos últimos anos, tem potenciado esta região para uma grande evolução nos produtores e na qualidade dos seus vinhos e demais produtos endógenos. A Beira Interior aspira a uma maior notoriedade e a ocupar o seu legítimo lugar.

É com base nestas premissas, que pretendemos trazer até si o melhor da Beira Interior, num espaço digno e intimista, onde poderá assistir a reflexões sobre os rumos da região, e provar o que de melhor este vasto território tem para nos oferecer!

Encontre-se com a Beira Interior, prove os nossos sabores!

2ª Edição do Percurso Pedestre Rota da Fonte do Gil

No próximo dia 27 de Setembro, Domingo, tem lugar na freguesia de Carviçais mais uma edição do passeio pedestre da Rota da Fonte do Gil.

A concentração está marcada para 09h00 na Praça da Igreja e o percurso segue pela Calçada da Fonte do Gil, Fonte do Gil, Minas do Lagar Velho, Fraga da Raposa e Fraga dos Pelames, terminando na Fonte do Gil, que dá nome a esta rota.

As inscrições são gratuitas e estão abertas até ao dia 25 de Setembro no Setor do Desporto da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo, no Posto Turismo e na Junta de Freguesia de Carviçais.

A Rota da Fonte do Gil tem uma extensão de 3,5 km, com uma duração média de 01h30m e de dificuldade média baixa.

A iniciativa é da Junta de Freguesia de Carviçais e tem o apoio da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo.

O passeio pedestre da Rota da Fonte do Gil assinala o Dia Mundial do Turismo.

img_1

Feira da Castanha e Paladares de Outono 2015

Trancoso irá realizar nos dias 6, 7 e 8 de novembro mais uma edição da Feira da Castanha e Paladares de Outono.

Numa organização conjunta da Câmara e da empresa municipal Trancoso Eventos, a edição deste ano realiza-se no Pavilhão Multiusos da cidade de Trancoso. Após o enorme sucesso da edição de 2014, este ano a aposta será ainda maior com a duplicação do espaço destinado aos expositores.

A Feira da Castanha e Paladares de Outono 2015 contará com a participação de produtores de castanha, empresas de maquinaria agrícola especializada para a cultura de soutos, empresas comercializadoras de produtos para tratamento do castanheiro, empresas transformadoras da castanha, associações, cooperativas e instituições ligadas a este sector produtivo de enorme importância na região.

Diversos eventos vão integrar a programação da feira, envolvendo os produtores e o público potencial consumidor, como “showcookings”, conferências, exibição de jogos tradicionais e espetáculos musicais. No sábado, terá lugar a realização das “Jornadas Técnicas sobre o Castanheiro” no auditório do Pavilhão Multiusos de Trancoso.

No Âmbito da parceria estabelecida entre a Câmara Municipal de Trancoso (CMT)e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) foi assinado, a 29 de julho de 2014, um protocolo tendo por objetivo promover o reforço da cultura do castanheiro no concelho de Trancoso.

Este protocolo pretende fomentar a implementação de práticas de cultivo conducentes à melhoria da produtividade do castanheiro no concelho de Trancoso, mediante a realização de um conjunto de ações de experimentação em soutos disponibilizados para o efeito, bem como através da transferência de conhecimentos quer para o Gabinete Técnico do Município, quer diretamente para os produtores.

A produção de castanha em Portugal é de cerca de 33 mil toneladas, das quais 70% são exportadas. Trancoso é responsável por 5% da produção nacional que gera para os produtores do concelho um rendimento de cerca de 3 milhões de euros anuais.

A área de castanheiro evoluiu em Trancoso de 855ha em 1999 para 1348ha em 2009, o que representa um aumento de 57%.

Trancoso integra uma das quatro regiões demarcadas de produção de castanha, a DOP “Soutos da Lapa”, detendo o maior número de explorações e área plantada nesta região.

As variedades protegidas por esta denominação de origem são a “Longal” e a “Martaínha”. Ambas podem ser utilizadas para o mercado de fresco ou para a indústria, têm bom sabor e poder de conservação. Sendo a variedade Martaínha mais precoce de maior calibre que a Longal, e por isso mais valorizada no mercado, tem merecido maior preferência dos produtores em detrimento da Longal.

A variedade de castanha “Martaínha” é verdadeiramente a imagem de marca da castanha de Trancoso e da DOP “Soutos da Lapa”.